Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.
Aproveite as ofertas exclusivas que temos para vocês.
Ícone Whatsapp
Empresa falida tem que pagar dívidas? Entenda a situação!

Empresa falida tem que pagar dívidas? Entenda a situação!

19 de janeiro de 2024 por Bruna Vieira da Costa

Será mesmo que empresa falida tem que pagar dívidas? É certo que o empreendedor sempre visa o sucesso do seu negócio, mas diversos imprevistos podem surgir, inclusive ter que decretar falência.

Mas, a dúvida é: se a empresa fechar com dívidas abertas, ela é obrigada a quitar o que deve?

Neste conteúdo você vai entender o que de fato é a falência e se a empresa é obrigada a pagar o que deve mesmo em situação de falência. Além disso, confira também algumas dicas de como quitar as dívidas do seu negócio. Acompanhe!

 

Saiba o que é falência

A falência é um processo judicial que busca dividir ou vender os bens de uma empresa que não possui mais condições de continuar aberta.

Assim, essa ordem judicial pode ser solicitada para contabilizar e vender todos os bens do negócio.

O objetivo é colocar as contas em dia, ou seja, pagar as dívidas que ficaram abertas.

 

Entenda quem pode solicitar falência

A solicitação de falência de uma empresa pode acontecer, por exemplo, quando ela possui uma dívida de no mínimo 40 salários mínimos não paga no vencimento.

Aqui é preciso estar atento(a), pois o processo pode ser solicitado pelos proprietários ou sócios da empresa, ou ainda por um credor, que deseja receber os valores que são seus por direito.

A regra consta na lei da falência, ou seja, a Lei 11.101, de 9 de fevereiro de 2005.

Herdeiros do negócio também podem dar sequência no processo, em casos de morte do dono da empresa falida.

 

Saiba se a empresa falida tem que pagar dívidas

As dívidas de uma empresa que declara falência não serão esquecidas e ainda precisam ser pagas.

O que acontece é que a justiça fica encarregada de fazer o levantamento dos bens em nome do CNPJ em questão, e avaliar os valores.

Assim, será realizada a venda dos bens que estão no nome da empresa devedora e, com isso, fica mais fácil reunir a quantia necessária para pagamento dos credores. 

 

O que acontece com as dívidas da empresa em caso de falência

Com a venda dos ativos da empresa devedora, os credores têm suas reivindicações atendidas, ou seja, as dívidas devem ser pagas de acordo com os recursos levantados.

Após o pagamento das dívidas, caso reste valores, estes  são destinados aos acionistas.

A falência também implica a extinção da empresa, encerrando suas atividades de forma definitiva.

 

O que fazer ao decretar falência

Ao decretar falência, o empresário deve seguir as etapas estabelecidas pela Lei de Falências e Recuperação Judicial.

Primeiro, é fundamental nomear um administrador judicial que irá gerir o processo e apresentar a relação de credores ao juiz.

Uma vez decretada a falência, a empresa terá seu patrimônio liquidado para pagar os credores, seguindo a ordem de preferência estabelecida por lei.

É importante comunicar aos funcionários, clientes e fornecedores sobre a situação, enquanto busca cumprir as obrigações legais e seguir os trâmites do processo de falência.

 

Empresa em recuperação judicial x empresa falida: saiba a diferença

Também existem as empresas que estão em situação de recuperação judicial.

Neste caso, a empresa tenta um acordo com os credores por meio da Justiça, para conseguir pausar as cobranças.

Essa pausa é dada para que a empresa em recuperação consiga ter um fôlego durante a suspensão da cobrança das dívidas abertas.

Porém, é preciso que a empresa apresente um plano de recuperação judicial, ou seja, um planejamento que mostra a estratégia do negócio para se recuperar e conseguir pagar todos os credores.

Essa não é uma etapa obrigatória e, se a empresa quiser, pode optar por não solicitar a recuperação judicial e passar diretamente ao pedido de falência.

Em resumo, a principal diferença entre a falência e a recuperação judicial é que na primeira a empresa não tem mais condições de continuar funcionando e, por isso, o objetivo é encerrar as atividades de forma definitiva, enquanto na segunda hipótese a empresa visa superar a crise econômico-financeira para que possa continuar suas operações.

 

Conheça o passo a passo para quitar as dívidas da empresa

Para que você consiga cumprir com os débitos em aberto de uma empresa falida, separamos algumas dicas importantes. Confira!

 

Consultar CNPJ

Uma ação simples para fazer o levantamento das dívidas da empresa é consultar débitos do CNPJ em sites de proteção ao crédito, além de levantar débitos com o INSS e FGTS.

Você também pode consultar seu CNPJ aqui e conferir se tem dívidas ativas que estão sob gestão da Recovery. Caso estejam, você pode negociar e receber até 98% de desconto.

 

Renegociar

Provavelmente, o valor das dívidas tem embutido juros e multas. A dica aqui é renegociar esse valor ao máximo, a fim de reduzir o montante total a ser pago.

A boa notícia é que se você tem dívidas abertas sob gestão da Recovery, você consegue negociar o que deve aqui no próprio site, onde é possível conseguir parcelar os débitos em até 48x (com parcelas mínimas de R$50) e obter descontos de até 98%. 

 

Quitar as dívidas 

Agora é se organizar e fazer um bom planejamento financeiro para quitar as dívidas e voltar a ter crédito na praça. O cuidado aqui é assumir compromissos que caibam no seu bolso. 

Com isso, você garante o pagamento das parcelas em dia, e ainda evita se endividar novamente.

Agora que você sabe que empresa falida tem que efetuar o pagamento de dívidas, a melhor opção é organizar o seu orçamento com um planejamento financeiro eficiente e seguir esse passo a passo para tornar esse processo mais simples!

Entre em contato com a gente, estamos aqui para te ajudar a retomar o controle de sua vida financeira! Clique aqui e consulte seu CPF ou CNPJ.