Reescalonamento de dívida: entenda como funciona

Se você está com dificuldades financeiras no momento, saiba que o reescalonamento de dívida pode ser uma solução para conseguir quitar suas dívidas. 

Esse é um tipo de renegociação de dívida com a instituição financeira, que pode ser feita no intuito de aumentar o número de parcelas para que o devedor consiga terminar de pagar o que deve. Porém, esse acordo também possui taxas de juros e é nisso que você deve estar atento(a). 

Ficou curioso(a) e quer entender o que é reescalonamento da dívida,  como funciona e como essa pode ser uma solução para você conseguir pagar o que deve? Então, confira este conteúdo e tire suas dúvidas! 

 

O que é e para que serve o reescalonamento de dívida

Resumidamente, reescalonamento de dívida é uma negociação de dívida. Através dele, você consegue dividir o número de parcelas da dívida em mais vezes, para que você consiga uma maior organização financeira. O objetivo desse tipo de negociação é fazer com que o devedor consiga terminar de pagar o que deve. 

Dessa forma, a ideia do reescalonamento é dar um fôlego no orçamento de quem deve, abrindo margem para que continue pagando e não entre como inadimplente nos órgãos protetores de crédito. Contudo, para que a ação seja realmente efetiva, é preciso contar com um eficiente planejamento financeiro

 

Como funciona o reescalonamento da dívida  

O reescalonamento da dívida possui vantagens e desvantagens. Acompanhe a seguir! 

 

Vantagens de reescalonamento de dívida 

As principais vantagens são: 

  • evitar a inadimplência; 
  • diluir a dívida em mais parcelas; 
  • negociar descontos nos juros; 
  • desvinculação com a instituição credora. 

 

Desvantagens do reescalonamento de dívida 

Esse serviço também oferece algumas desvantagens, como: 

  • taxa de juros mais altas; 
  • aumento do tempo da dívida. 

 

Como solicitar o reescalonamento? 

Você tem duas formas para solicitar o reescalonamento. A primeira e mais comum é você procurar a empresa credora e propor uma negociação. O credor também pode entrar em contato com você quando já há algumas parcelas atrasadas e oferecer o reescalonamento. 

Independente de como ocorre a solicitação de reescalonamento da dívida, é importante ficar atento ao contrato e especialmente às taxas cobradas, para evitar juros abusivos. Além disso, analisar bem o que for oferecido, pois cada empresa possui sua própria política de negociação de crédito. 

 

Posso cancelar o reescalonamento de dívida? 

Você pode solicitar uma simulação de reescalonamento e, caso não queira seguir adiante, cancelar o pedido. 

Já quando você tem um acordo mas não quer continuar ou não tem como cumprir com o combinado, o que pode ser feito é renegociaro reescalonamento junto com a instituição solicitando uma diminuição dos juros através do adiantamento de parcelas. Cabe a empresa aceitar ou não. E vale ficar atento(a), pois se você não está conseguindo cumprir com as parcelas da dívida, isso quer dizer que os juros tendem a aumentar.  

E para negociar suas dívidas com mais de 98% de desconto e parcelas que também cabem no seu bolso, confira as condições especiais da Recovery. Clique aqui, consulte suas dívidase negocie! 

Você também pode gostar
Como sair das dívidas: tire todas as suas dúvidas
Dívida prescreve? Estar inadimplente e ter restrição de crédito ... Leia mais ➜
cartão de crédito
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜