Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.
Aproveite as ofertas exclusivas que temos para vocês.
Ícone Whatsapp

Estratégias para sair do endividamento: 7 dicas básicas  

01 de junho de 2023 por Marina Victoria de França Lima

Se você está pesquisando sobre estratégias para sair do endividamento, você está no caminho certo. Isso porque o reconhecimento do problema é o primeiro passo para você conseguir alcançar os benefícios de uma vida sem dívidas.  

De fato, o endividamento é uma questão para grande parte dos brasileiros, e saber administrá-lo é essencial para que essa dívida não cresça ainda mais, o que pode comprometer a sua segurança financeira e a da sua família.  

Por isso, separamos 7 estratégias para sair do endividamento que você pode colocar em prática para conseguir a liberdade financeira. Confira o conteúdo e boa leitura!  

 

O que é endividamento

O endividamento é quando a pessoa tem parcelas em aberto, ou seja, o financiamento de um carro, imóvel ou mesmo compras no cartão de crédito.  

Mas, é preciso ter bastante cuidado, pois o endividamento pode ser necessário para alcançar alguns objetivos, mas uma vez que você não consegue cumprir com o pagamento das parcelas dentro do prazo, você se torna inadimplente.   

Além da inadimplência, que acaba fazendo correr juros mais altos e multas, você também passa a correr riscos de ter o seu nome negativado, ou seja, inscrito nos órgãos de proteção ao crédito como Serasa, SPC Brasil, etc.   

Quando a situação chega a esse ponto, você pode começar a ter dificuldades de ter acesso a crédito no mercado, pois as instituições podem checar se o seu CPF está inscrito nesses órgãos.  

 

Cenário de endividados no Brasil   

Conforme o levantamento feito pela Serasa,a situação do brasileiro com o endividamento em janeiro de 2023 é a seguinte:   

  • aproximadamente 70 milhões dos brasileiros estão com o nome restrito;  
  • brasileiros entre 26 a 40 anos representam 34,8% do total dos inadimplentes. A faixa etária entre 41 e 60 anos representa 34,7%. 

Também segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic),divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) o perfil da pessoa endividada no Brasil em 2022 é de uma mulher, com menos de 35 anos e ensino médio incompleto, moradora das regiões Sul ou Sudeste, cuja família recebe até dez salários mínimos. 

 

7 dicas básicas para sair do endividamento  

O endividamento nem sempre é um problema, afinal você pode ter precisado parcelar o pagamento de um bem mais caro, como apartamento ou veículo, mas tem organização e pretende pagar as parcelas em dia. Confira a seguir 7 dicas básicas que separamos para você sair do endividamento, ou seja, conseguir pagar o que deve sem se prejudicar.  

 

1. Tenha uma organização financeira  

Ter o controle de rendimentos e gastos é um passo fundamental para você sair do endividamento.   

Além disso, você passa a ter uma visão clara de tudo o que você recebe e o que paga, identificando gargalos, como compras por impulso, gastos com aplicativos de comida, aplicativos de transporte, entre outros.  

 

2. Saiba o valor que você deve 

Saber o quanto se deve e o prazo para quitar os valores é essencial para controlar as finanças e não deixar as parcelas atrasarem.   

Você pode fazer isso reunindo todas as faturas de cartão de crédito e boletos. Coloque tudo em uma planilha e dedique pelo menos uma hora por semana para checar as suas finanças.  

 

3. Gaste apenas o necessário  

Se você já está com um grau de endividamento alto, então o indicado é reavaliar o padrão de vida e tentar gastar somente o necessário, nem que seja por um tempo até conseguir diminuir o endividamento.  

 

4. Peça ajuda da família  

Quando o assunto são estratégias para sair do endividamento, contar com a ajuda e o comprometimento da família é fundamental.  

Diga a eles a situação atual da família e peça ajuda para combater os gastos invisíveis.Se a situação estiver apertada, veja como cada adulto da casa pode colaborar, fazendo renda extra, por exemplo.   

 

5. Troque dívida cara por dívida barata

Trocar as dívidas caras, como as dívidas de cartão de crédito, por exemplo, por empréstimos com taxas de juros menores pode ser uma boa solução para controlar as finanças.   

Contudo, esse passo deve ser muito bem planejado, pois você corre o risco de quitar as dívidas caras e voltar a comprar no crédito, o que significa, na prática, que você estará ainda mais endividado.  

6. Crie metas  

Criar metas de curto, médio e longo prazo sempre é um grande aliado para quem investe em estratégias para sair do endividamento.   

Nesse caso, acompanhar as finanças da família e como você pode antecipar parcelas ao longo do tempo, por exemplo, é uma ótima forma de diminuir o endividamento e ainda economizar, já que, quando você antecipa parcelas, os juros são amortizados.  

 

7. Negocie com seus credores

Caso você consiga juntar um bom valor, é indicado negociar a dívida com seus credores, ganhando descontos para conseguir se livrar do que deve.  

Agora que você conhece as estratégias para sair do endividamento, invista em um bom planejamento financeiro familiar e siga essas recomendações para diminuir o nível de endividamento.  

E você pode conferir se você tem dívidas abertas com a Recovery, basta clicar aqui e consultar o seu CPF. Na própria plataforma, você consegue negociar o que deve com até 99% de desconto e formas de pagamento com parcelas a partir de R$50. Aproveite!