Reajuste de aluguel: saiba como negociar a taxa 

Quem paga aluguel já sabe: o reajuste de aluguel é anual. 

Esse é um custo que pode comprometer boa parte do orçamento mensal de famílias que vivem de aluguel. 

Nesse cenário, é importante saber que há maneiras de amenizar um possível aumento no reajuste anual do aluguel e manter esse compromisso em dia. 

Para ajudar você a saber tudo sobre o reajuste de aluguel, preparamos este artigo. Acompanhe! 

 

Entenda como funciona o reajuste de aluguel 

O reajuste acontece uma vez ao ano. De acordo com a Lei 8.245/91, também conhecida como Lei do Inquilinato, esse reajuste acontece todo aniversário ou renovação do contrato de locação. De fato, essa é uma informação que inquilinos e proprietários já devem estar cientes. Porém, se você está no primeiro ano de aluguel, é importante entender como pode funcionar esse reajuste. 

Portanto, o reajuste acontece na data em que o contrato foi assinado, e não no dia fixado para pagamento do aluguel. 

Ele é feito com base nos índices de inflação, como o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) ou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA),que são divulgados todos os meses pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

 

Conheça o cálculo do reajuste do aluguel 

O cálculo do reajuste de aluguel é bastante simples. Basta você aplicar o percentual do índice previsto no contrato, como o IGP-M ou IPCA. 

Isso é feito transformando o acumulado de 12 meses do índice em números decimais. 

Logo após, é só você multiplicar pelo valor atual do aluguel. Vamos dar um exemplo na prática de como isso funciona! 

Suponhamos que o seu aluguel seja no valor de R$ 1.500,00 e o aniversário do contrato é em março de 2022. 

O aumento será baseado no índice de 16,12% do IGP-M de fevereiro de 2022. Portanto para o cálculo, o IGP-M em decimal deve ser multiplicado pelo valor do aluguel, no caso, R$ 1.500,00 X 1,1612. Então o novo valor do aluguel será de R$ 1.741,80

E esse também será o valor praticado todos os meses até o próximo reajuste, daqui a 12 meses

É importante reforçar que esse é um cálculo praticado com frequência pelo mercado. Mas, caso locador e locatário queiram acordar o reajuste do aluguel com base em aplicação com taxas menores, é possível. 

 

Saiba quando deve ser feito o reajuste

O reajuste do aluguel pode ser feito apenas no aniversário do contrato

Por exemplo, caso você tenha assinado o seu contrato de aluguel no mês de março de 2021, o reajuste, seja ele baseado em qualquer índice de preços, apenas poderá ser feito em março de 2022. 

É importante frisar que isso nunca deve ser feito antes do prazo de aniversário ou do fim do contrato. 

 

Entenda como amenizar o aumento da taxa de aluguel 

Quem paga aluguel sabe bem que esse é um dinheiro que precisa ser administrado com bastante atenção, não é mesmo? 

Por isso, a melhor alternativa para manter o compromisso em dia é tentar negociar com o proprietário do imóvel ou com a imobiliária que administra o bem. 

No cenário ideal, é possível propor um equilíbrio entre ambas as partes. Dessa forma, não há prejuízo para o proprietário , que mantém seu imóvel alugado, e nem para o locatário, que ainda paga um preço que cabe no seu bolso. 

Afinal, para o proprietário, é melhor manter um inquilino que paga em dia e conserva o imóvel, do que mantê-lo fechado, não é mesmo? 

Lembrando que ainda é possível se valer da Lei do Inquilinato. Ela rege que locador e locatário possuem liberdade para decidirem qual será o índice de reajuste do aluguel. 

Escolhendo um índice que cabe no seu bolso, você consegue continuar pagando as parcelas mensais com tranquilidade! 

 

Considere o IPCA como aliado para o reajuste do aluguel 

Popularmente conhecido como “inflação do aluguel”, o IGP-M foi por muitos anos usado para reajustar os aluguéis. 

Mas, desde que houve uma alta expressiva nesse índice, desencadeada pela crise econômica da pandemia, o IPCA tem sido cada vez mais utilizado para calcular o reajuste de aluguel. 

Para você ter uma ideia, a partir do segundo semestre de 2020, o IGP-M começou a crescer de forma exponencial. Esse índice chegou a alcançar 37% em maio de 2021

Já o IPCA apresentou um crescimento muito mais moderado durante esse período. Mas, para quem mora de aluguel, é preciso ficar atento, pois em setembro de 2021, por exemplo, o IPCA ultrapassou o patamar de 10% nos últimos 12 meses pela primeira vez

Logo, estar atento para negociar a aplicação do menor índice é fundamental para economizar, e vale reforçar que o IPCA vem sendo cada vez mais adotado. 

Caso você e o proprietário entrem em um acordo, é importante solicitar a alteração contratual para proteger os direitos e deveres das partes. Caso não consiga acordo, cabe a você buscar um imóvel que se encaixe no seu orçamento. 

Também mantenha o diálogo constante com o proprietário e a imobiliária. Isso ajuda a eles a entenderem a sua situação e, sendo um bom pagador, fica mais fácil negociar. 

Viu como o reajuste do aluguel pode ser negociado? Dessa forma, você economiza e ainda evita o endividamento. Compartilhe para que mais amigos saibam sobre como funciona o reajuste do aluguel.

Conseguiu economizar com as suas contas e quer renegociar as suas dívidas com a Recovery?  Clique aqui e consulte grátis o seu CPF.

Você também pode gostar
valor salario minimo 2022_recovery
O valor do salário mínimo em 2022 mudou, assim ... Leia mais ➜
Cartão de crédito para negativado: saiba se é possível fazer
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜