Aproveite a temporada de festas Juninas e Julinas para ganhar dinheiro

Com o mês de junho, chega o inverno. E, no friozinho, não tem coisa melhor do que uma fogueira para se aquecer, um quentão para alegrar o ânimo e comidas típicas das festas juninas (e julinas!) para saborear. Essas celebrações ficaram um bom tempo sem dar as caras por conta da pandemia. Este ano, com as pessoas voltando aos eventos presenciais, a festa promete ser ainda mais animada. E as oportunidades para ganhar um dinheiro extra também! 

Vai ter muita, mas muita gente ansiosa por um bom arraiá para degustar pamonha de milho verde, curau, bolo de fubá, paçoca, pé de moleque e muito mais. É claro que, para a festa ser completa, não podem faltar a decoração, os trajes típicos nem a música e brincadeiras para animar adultos e crianças. 

Com todo mundo querendo celebrar, cresce a alta demanda por comidas, bebidas, roupas, enfeites e tocadores de viola, violão, sanfona, triângulo, reco-reco, cavaquinho e pandeiro. As festas juninas são uma oportunidade incrível para quem quer fazer renda extra,seja para sair das dívidasou começar sua reserva de emergência.Que tal aproveitar e embarcar nessa onda? Continue lendo e descubra como! 

 

A origem das Festas Juninas

As festas juninas são uma tradição portuguesa, trazida para o Brasil no comecinho da colonização, em meados do século XVI. Elas logo caíram no gosto do povo em todas as regiões do país. No início, as comemorações eram essencialmente religiosas, e eram feitas em homenagem a São João, São Pedro e Santo Antônio. Com o tempo, a festa incorporou elementos típicos das zonas rurais brasileiras. Mas a tradição de homenagear os santos foi mantida. 

A mistura de culturas deu origem a brincadeiras, jogos e danças originais, e fez com que comidas portuguesas dividissem a mesa com iguarias indígenas e africanas. Os trajes também começaram a imitar as vestimentas da população rural. Hoje, todos os anos, nos meses de junho e julho, milhões de brasileiros saem às ruas de suas cidades com vestidos de chita, chapéus de palha, botas e camisas estampadas em xadrez. Ô festa bonita, sô! 

Embora tenham começado do outro lado do Oceano Atlântico, atualmente essas comemorações são um patrimônio nacional. É no Nordeste do país, na cidade de Campina Grande, na Paraíba, que se encontra a maior festa de São João do mundo.  

 

Fique atento às oportunidades!

Por serem tão populares e queridas, as festas juninas sempre foram, também, um bom momento para a economia dos lugares onde acontecem. Por todo Brasil, as quermesses lotadas fazem a alegria dos donos das barracas, que faturam bastante servindo de maçã-do-amor a churrasco, passando por canjica, pamonha e curau. Além disso, muitos lojistas aproveitam a época para oferecer trajes típicos e decorações tradicionais, como balões e bandeirinhas.  

É justamente por isso que, quando o assunto são as festas juninas e julinas, as oportunidades de ganhar dinheiro estão em todo o lugar. Você também pode embarcar nessa e conseguir aquela renda extra que pode fazer diferença para segurar as contas, sair das dívidas ou guardar no início do semestre. A seguir, confira algumas sugestões para aproveitar o arraiá e turbinar o orçamento doméstico. 

 

Comidas e bebidas típicas

As comidas e bebidas típicas são as estrelas das festas juninas. Pamonha, curau, cuscuz de milho, doce de abóbora, arroz doce e vinho quente são algumas das opções mais famosas. Seja doce ou salgado, vender pratos e kits de comidas juninas é uma excelente oportunidade para ganhar dinheiro.  

O mais legal dessa opção é que você pode tanto fazer as comidas sob encomenda para festas em empresas, escolas e grupos de amigos, quanto vender para pessoas que querem consumir os quitutes em casa, já que mesmo quem não vai para as festas costuma fazer questão de provar essas delícias.  Outra boa pedida é conversar com o pessoal que organiza o arraiá do seu bairro, e se informar sobre a possibilidade de montar uma barraca na quermesse local.  

Existem diversas iguarias juninas bem fáceis de preparar, e não precisa ser nenhum chef renomado para acertar a mão na hora de fazê-las. Assim, se você já sabe boas receitas que encantam o paladar, coloque a mão na massa e mostre seus dotes culinários. Se ainda está começando, dê uma olhada nesses três tutoriais legais que ensinam a fazer:  

  • Esse vídeo aqui,da Confeitaria Descomplicada, da Rafa Cabral, traz  mais de 20 sugestões de doces para vender e faturar muito nessa época. 
  • esse,do Mundo Doce Kids, mostra 50 pratos típicos de festa junina e ainda dá a receita de cada um deles. 
  • Por último, no vídeoda Ailana Nascimento, você aprende três receitas fáceis de festa junina para incluir no seu cardápio.  

 

Kits de enfeites

Bandeirinhas, chapéus de palha, lanternas, balões, toalha de chita ou xadrez… os enfeites são a alma da festa. Junto com a trilha sonora, eles garantem aquele clima todo especial que as pessoas esperam ver em um legítimo arraiá. Por isso, produzir kits de enfeites acaba sendo uma ótima oportunidade de fazer renda extra no meio do ano. Afinal, festa junina com decoração caprichada fica muito mais bonita e autêntica.  

De modo geral, não é difícil confeccionar estes itens. E com a ajuda de alguns tutoriais que selecionamos para você, fica ainda mais fácil. Confira como montar os kits em casa:  

  • De fogueirinha para doces até bandeirinhas de juta, passando por cortina de crepon e espiga de pipoca, o vídeoda Dany Martins ensina 10 opções fáceis para fazer e incluir no seu kit. 
  • Já nesse outro conteúdo,a Dany dá dicas para montar decorações como uma lamparina de mesa e um copo junino super fofo, entre outras coisinhas.  
  • Também indicamos o tutorialda Thai, que ensina a fazer enfeites simples e muito bonitos para festa junina. Tem até molde para baixar no blog dela! 

 

Roupas para festa junina

Além da comida típica e da decoração característica, o que mais não pode faltar? Isso mesmo: as roupas. As famosas fantasias de caipira, compostas por camisas, vestidos e chapéus, são muito requisitadas. Se você leva jeito para costura, pode aproveitar  seu talento, produzir algumas peças em casa e vendê-las sob encomenda.  

Quem não sabe costurar tão bem ou não tem máquina de costura não precisa ficar de fora: existe a opção de adquirir itens de vestuário simples e customizá-los, dando aquela cara de festa junina. Confira alguns ótimos tutoriais sobre o tema:  

  • Nesse aqui,a Dayane Carrasco traz para você 3 ideias de vestidos de festa junina para fazer em casa. 
  • Já no vídeoda Mari Pizzolo, você aprende a fazer uma jardineira junina super bacana com renda e chita! Muito fácil e prática. 
  • Por último, que tal uma linda saia rodada, que todo mundo vai amar usar na quermesse? Você aprende a fazer nesse tutorial da Paula Isidoro 

 

Música, brincadeira e outros serviços

Se você toca um instrumento musical, tem talento para locução ou é um bom organizar de eventos, aí está uma oportunidade de ganhar dinheiro. Já imaginou uma festa junina sem música? Ritmos como a quadrilha, o xote, o baião e o xaxado são tradicionais nas comemorações, além da música sertaneja. Quando tocados ao vivo, esses estilos musicais dão ainda mais brilho à festa, que se torna uma oportunidade para que os músicos também consigam fazer renda extra. E tem espaço pra todo mundo, do violeiro ao violonista, passando pelo sanfoneiro e o percussionista. 

Agora, se o que você gosta mesmo é de organizar brincadeiras com crianças e adultos, a festa junina é um prato cheio. Que tal se prontificar a organizar o correio elegante ou rabo de burro, a pescaria, argola, corrida de saco… Não faltam opções para divertir a turma e cobrar pelas fichas da brincadeira. 

Além da música e das brincadeiras, a narração é um diferencial presente em  muitas festas juninas, principalmente nas maiores, que contam com um locutor que apresenta as atrações e narra a famosa quadrilha (é ele quem avisa o pessoal: “olha a cobra… é mentira!). Se você tem uma boa voz, é extrovertido e comunicativo, fazer o trabalho de locução nas festas juninas pode ser a sua opção para ganhar um dinheiro a mais. 

A organização é fundamental em qualquer evento, e está presente em toda festa junina que se preze. Assim, se você é daqueles que gostam de planejar e programar os encontros de família, churrascos e aniversários, que tal usar esse dom para faturar oferecendo seus serviços como organizador de festas juninas? Empresas, escolas e até grupos de amigos sempre precisam de uma mãozinha na hora de fazer a celebração funcionar nos mínimos detalhes. Aproveite! 

 

Como se organizar para vender mais nas festas juninas

Agora que você já sabe o que pode fazer para turbinar a renda com arraiás e quermesses, é hora de dar um passo adiante e focar no planejamento: independente de qual atividade for a escolhida, organizaçãoé um fator fundamental para entregar um bom produto e vender bem. Portanto, antes de começar, é bom planejar direitinho o que e como fazer.  

Os caminhos são diferentes para cada escolha, mas todos têm em comum o fato de que você precisará de bons fornecedores para obter ingredientes e materiais. Além disso, também é preciso pensar na logística, e se perguntar como fará para entregar seus produtos. Uma ótima opção é o delivery, que antes da pandemia já era um sucesso e hoje em dia tornou-se quase regra para todo mundo.  

Se nunca trabalhou com um sistema de entregas a domicílio, pesquise o que é mais vantajoso para você. Quem tem veículo próprio pode levar os itens pessoalmente até o cliente. Já os que não possuem carro ou moto têm a opção de contratar os serviços de entregadores profissionais.  

É bom lembrar que se você já trabalha com delivery, as festas juninas podem ser utilizadas para fidelizar seus clientes: por que não aproveitar e adicionar bandeirinhas e pequenas prendas aos pedidos? A primeira impressão é a que fica, então atenção à qualidade e foco no cliente são palavras de ordem para todo negócio de sucesso. 

 

Saiba como calcular o preço de venda de produto

Como calcular o custo e o preço de venda de produtos e serviços?Aprender a fazer isso, de forma a garantir a margem de lucro adequada, é fundamental para todo tipo de negócio. Nas festas juninas, não é diferente. A primeira providência é calcular os custos do produto que, de modo geral, podem ser diretos ou indiretos:  

  • Custos diretos: são os valores do que você usa no processo de confecção do produto, como os ingredientes para as receitas e os materiais para a elaboração de itens de decoração e roupas. Ou seja, todo o investimento necessário em insumos e matéria-prima.  
  • Custos indiretos: são os chamados “gastos invisíveis”, que  incluem valores como água, luz, gás e internet, entre outros. Referem-se ao que é necessário para manter a infraestrutura do local de produção (que pode ser a sua cozinha).  

 Para calcular o preço de venda, liste todos os seus custos, sejam eles diretos ou indiretos. Depois, adicione a sua margem de lucro, considerando o tempo que você se dedica às suas atividades. Assim, você chegará ao preço final.  Também é muito importante pesquisar quanto outras pessoas cobram, em média, pelos mesmos itens que você oferece. Só assim é possível estabelecer um preço competitivo e se estabelecer no mercado. 

 

Diferenciais que agregam valor

Os detalhes fazem toda a diferença. Incorporar pequenos diferenciais em seu produto ou serviço pode agregar valor, conquistar e fidelizar clientes. Portanto, se possível, invista em embalagens mais atraentes e materiais de boa qualidade. 

Aqui o que mais vale é a criatividade: cores vibrantes, cartões de apresentação e bilhetinhos carinhosos de agradecimento são ótimos para impressionar o consumidor. Lembrando que quanto mais valorizado um cliente se sente, maiores são as chances dele voltar e fazer novas encomendas. 

 

Divulgando seus produtos na internet

Que a propaganda é a alma do negócio, todo mundo já sabe. Então por que não aproveitar a visibilidade que as redes sociais trazem para o que você vende? O Instagram, por exemplo, é uma ótima maneira de chamar a atenção de seu público, por ser uma rede social altamente visual. Se você quer começar a usar a plataforma com o pé direito, siga o nosso passo a passo: 

 

1. Crie um perfil comercial

O primeiro passo é criar uma conta comercial no Instagram, escolhendo um nome atraente e simples, de preferência, para que seja fácil de encontrar. 

 

2. Capriche nos posts

Como o Instagram é uma rede social baseada na imagem, capriche nas fotos que irá postar, optando sempre por uma boa iluminação e composição nas fotografias. Não se esqueça de adicionar sempre as hashtags (#), descrevendo em palavras curtas o seu produto, sua marca e sua localização. Assim, você aumenta sua visibilidade. 

 

3. Mantenha uma rotina de postagem

Após criar sua conta e produzir o seu conteúdo, mantenha uma rotina de postagem, alimentando a página com certa periodicidade. Faça um planejamento, para que você já tenha de antemão um cronograma com os temas e o formato das postagens. Mantendo uma boa frequência, sua página e seus produtos terão cada vez mais relevância e visibilidade, conquistando clientes. 

Quer saber mais sobre como fazer a divulgação no instagram? Recomendamos uma lida nesse artigo aqui,do Sebrae,que também traz outras dicas bem legais. 

 

Pule fogueira, mas não pule boleto

Agora, você já sabe como fazer para garantir sua renda extra nas festas juninas. Com as dicas e tutoriais que apresentamos nesta matéria, é possível faturar aquele dinheiro que faz a diferença para começar a reconquista da sua saúde financeira. Aproveitando as oportunidades de uma época cheia de festa, você pula a fogueira sem pular nenhum boleto! 

 

Conte conosco para recomeçar

Se você quer sair das dívidase voltar a ter o controle da sua vida financeira, conte conosco! Consulte o seu CPFgratuitamente em nosso site e confira se as suas pendências estão sob nossa gestão. Temos parcerias com diversas empresas dos setores financeiro e varejista e podemos oferecer excelentes condiçõesde renegociação!

 

Você também pode gostar
valor salario minimo 2022_recovery
O valor do salário mínimo em 2022 mudou, assim ... Leia mais ➜
Cartão de crédito para negativado: saiba se é possível fazer
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜