Portabilidade de dívida: saiba o que é preciso avaliar antes de fazer

A portabilidade de dívida pode ser uma boa oportunidade para que o consumidor consiga quitar suas dívidas com um juros menores. 

Funciona assim: se você tem uma dívida em aberto e outro banco oferece um juros menor para este mesmo contrato, você pode fazer a portabilidade da dívida. 

Com isso, você consegue terminar o pagamento do seu débito, gastando menos do que se tivesse ainda com o contrato antigo.   

Confira o conteúdo a seguir onde vamos explicar melhor como funciona a portabilidade de dívida e o que é preciso levar em consideração antes de fazê-la. Continue a leitura! 

 

Entenda o que é a portabilidade de dívida  

Criada em 2013 pelo Banco Central, a portabilidade de dívida tem o objetivo de ajudar o consumidor que deseja trocar uma dívida cara por outra mais acessível

Com ela, os clientes passaram a ter o direito de transferir seus débitos de uma instituição bancária para outra de forma gratuita, como se tivesse sido realizado um novo empréstimo em um banco diferente e quitado antecipadamente a dívida que existia no banco de origem. 

 

Quem pode fazer a migração de dívidas 

A migração de dívidas deve ser comunicada ao banco de origem. Você deve entrar em contato com a instituição financeira em que tem dívida e pedir o extrato com o saldo devedor.  

A instituição bancária é obrigada a fornecer todos os dados necessários à portabilidade. São eles: 

  • Número do contrato do cliente; 
  • Extrato atualizado do saldo devedor; 
  • Demonstrativo do crescimento do saldo devedor; 
  • Modalidade de crédito; 
  • Taxa de juros anual; 
  • Sistema de pagamento; 
  • Valor de cada prestação; 
  • Prazo total e remanescente; 
  • Data do último vencimento. 

Vale a pena ressaltar que a nova instituição não tem obrigação de aceitar a migração e pode recusar o pedido, caso julgue mais interessante para o seu negócio. 

 

Conheça os tipos de dívida que podem utilizar da portabilidade  

Diversos tipos de crédito podem utilizar da portabilidade da dívida. Empréstimo pessoal, crédito consignado, financiamentos, cheque especial, dentre outros.   

 

O que é preciso avaliar antes de pedir a portabilidade da dívida 

Antes de solicitar a troca de uma dívida por outra, alguns aspectos fundamentais devem ser avaliados para que se faça um bom negócio. 

Afinal, não é interessante passar por todos os trâmites burocráticos e, no final, se dar conta de que não foi um acordo de dívidavantajoso. 

Portanto, vamos explicar abaixo o que deve ser levado em conta no momento de solicitar a portabilidade da dívida. Acompanhe até o final! 

 

Valor da taxa de juros e o CET 

O primeiro aspecto que deve ser investigado é o valor da taxa de juros. Inicialmente, você pode procurar na tabela das taxas de jurosestipuladas pelo Banco Central e ver se a instituição que você está buscando oferece uma taxa de juros dentro da média. 

Depois, é indicado que você faça as simulações do mesmo valor de empréstimo em várias instituições financeiras, comparando a taxa de juros e CET (Custo Efetivo Total).  

Isto porque embora a instituição oferece uma taxa de juros reduzida, no final de tudo o CET por ser bem maior, pois inclui todos os custos da operação como juros + taxas + encargos + tributos + seguros. Isso faz com que você garanta uma decisão mais rentável para conseguir quitar a dívida, evitando o acúmulo de dívidas. 

 

Condições dos contratos das outras instituições 

Além de comparar os benefícios financeiros, avalie as melhores condições de pagamento. Dessa maneira, você consegue escolher o banco que ofereça opções mais interessantes para a sua realidade financeira. 

Por isso, tenha cautela e certifique-se de todos os detalhes do acordo antes de negociar uma dívida. 

 

Segurança da instituição financeira

É preciso que a instituição financeira que você contrate, tenha transparência nas informações, afinal elas podem ficar mal compreendidas, resultando em prejuízos e novos débitos para o cliente.  

Por esse motivo, só realize a portabilidade da sua dívida com instituições bancárias sérias e comprometidas com a satisfação e fidelização de seus usuários. 

Quer saber se você tem dívidas em aberto com a Recovery? Clique aqui,consulte seu CPF e renegocie sua dívida com condições especiais. 

Você também pode gostar
Como sair das dívidas: tire todas as suas dúvidas
Dívida prescreve? Estar inadimplente e ter restrição de crédito ... Leia mais ➜
valor salario minimo 2022_recovery
O valor do salário mínimo em 2022 mudou, assim ... Leia mais ➜
cartão de crédito
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜