O Pix é seguro? Entenda todas as funcionalidades

Desde que foi lançado, no final de 2020, o Pix vem batendo recordes de transações. A cada dia, os brasileiros realizam mais de 70 milhões de operações usando esse sistema de pagamentos – que tem evoluído rapidamente, agregando novas funcionalidades. 

O Pix incentiva a inclusão financeira da população, facilitando o acesso a produtos bancários. Ele permite realizar transferências e pagamentos que caem instantaneamente em qualquer conta corrente, poupança ou conta de pagamento autorizada pelo Banco Central.  

Mesmo com essa evolução, muita gente ainda sente insegurança no uso do Pix. Isso porque, nos últimos tempos, cresceram as tentativas de golpes e fraudes usando a ferramenta. Mas, afinal, o Pix é seguro ou não? 

É o que mostramos nesta matéria. Aqui, você vai saber mais sobre o Pix, como usar no seu dia a dia para evitar filas nos bancos e fazer operações a qualquer horar sem pagar tarifas. Além disso, irá descobrir se ele é seguro e aprender a evitar fraudes.  

 

O que é o PIX?

O Pix é um sistema de pagamentos instantâneos que facilita transações bancárias, ou seja, com ele não é preciso esperar que uma transferência caia na sua conta ou que o pagamento de uma compra seja aprovado. Ao contrário do que muitos pensam, o Pix não é uma sigla: esse é o nome do sistema de pagamentos, que surgiu como alternativa ao TED e ao DOC . 

 

Pix, DOC ou TED?

Com o Pix, é possível fazer pagamentos e transferências 24 horas por dia, todos os dias, mesmo em feriados. Tudo isso de maneira instantânea e gratuita (exceto para empresas). Você pode transferir dinheiro para bancos diferentes do seu sem pagar taxas ou esperar dias pela compensação.  

Para facilitar, preparamos uma matéria completa que compara o TED, o DOC e o Pix.Dá uma olhadinha lá para entender a diferença entre os três jeitos de fazer transferência bancária e ver o que funciona melhor para você. 

 

Como o Pix funciona

Para começar a usar o sistema, é preciso habilitar o Pix  no aplicativo do seu banco. Entre no aplicativo ou internet banking de sua instituição financeira. Ali, você encontrará a orientação para usar. Se vai receber dinheiro pelo Pix, aproveite para cadastrar sua chave. Logo abaixo, explicamos como isso funciona. 

Assim, quando for receber algum dinheiro, em vez de passar seus dados bancários e CPF a quem vai  fazer a transferência, basta informar a sua chave Pix. 

Do mesmo modo, na hora em que for fazer um pagamento ou transferir dinheiro a alguém, entre no Pix no aplicativo de seu banco e forneça a chave Pix da pessoa ou empresa que irá receber. Você também pode  escanear um QR code ou copiar as chaves disponibilizadas pelas lojas.  

 

O que são as chaves Pix?

A chave Pix identifica a sua conta bancária ou carteira virtual. Com ela, você consegue fazer transações financeiras de uma forma simples e fácil. A chave é única e não pode ser usada em mais de uma conta. Se você tiver duas contas, por exemplo, precisará cadastrar uma chave Pix diferente para cada uma. 

Pessoas físicas podem registrar 5 chaves por conta, enquanto pessoas jurídicas podem registrar até 20 por conta. Isso significa que dá para ter mais de uma chave em uma única conta, mas não é possível usar uma única chave em contas diferentes. 

 

Quais os tipos de são as chaves Pix?

Você pode cadastrar chaves Pix usando uma das seguintes opções: 

  • Seu CPF ou CNPJ 
  • E-mail 
  • Telefone celular 
  • Chave aleatória 

Caso não queira passar os seus dados pessoais ao realizar operações com o Pix, o indicado é escolher a chave aleatória. Essa opção consiste em um conjunto de números, letras e símbolos gerados automaticamente pelo sistema para identificar sua conta. Você pode gerar uma chave para todas as operações que irá fazer ou escolher uma chave aleatória para cada operação. Tudo sem custo. 

 

Como usar o Pix para pagar contas e fazer transferências

As transferências com o Pix podem ser feitas de duas maneiras. Com dados como nome e CPF e conta da pessoa que receberá a quantia ou usando a chave Pix do beneficiário. Ao digitar a chave, o sistema localiza a conta automaticamente.  

No caso dos QR codes, há dois tipos: estáticos e dinâmicos. O QR Code estático é bastante usado em mercadorias de preço único, ou seja, cada pessoa que escaneá-lo irá pagar o mesmo valor. Já o QR Code dinâmico só pode ser escaneado uma vez, pois tem um valor único para cada compra. Os pagamentos e transferências feitos com o Pix caem em até 10 segundos na conta do beneficiário. 

 

Quanto custa o Pix?

O Pix é totalmente gratuito para pessoas físicas, então o cidadão comum pode aproveitar todos os benefícios que o sistema traz sem pagar nenhuma tarifa ou taxa por isso. Por outro lado, as pessoas jurídicas, empresas, pequenas empresas e contas com CNPJ, podem pagar uma taxa por operações feitas com o Pix. O valor varia de acordo com a instituição financeira mas, mesmo com essa tarifa, o sistema compensa por trazer facilidade e agilidade para o dia a dia do empreendedor. Além disso, a taxa costuma ser menor do que as cobradas pelo DOC e TED. 

 

Preciso cadastrar uma chave  Pix para receber dinheiro?

Não! Para você receber transações via Pix, não é necessário ter uma chave cadastrada. Isso acontece porque além do sistema de chaves, o Pix pode ser feito como qualquer outra transação bancária, como nome, CPF e dados da conta. A chave é só um facilitador, para não precisar de todos esses dados. Mas é possível receber um Pix sem ter a chave cadastrada. 

 

Limites de valores e horários do Pix

Os limites de valores para pagamentos e transferências via Pix são definidos pelo banco ou instituição de pagamento, mas podem ser alterados a qualquer momento. Basta solicitar um aumento ou redução do limite por meio do aplicativo de seu banco. Isso vale para as operações feitas durante o dia.  

No caso das operações noturnas, realizadas de segunda a domingo das 20h às 6h, o limite máximo estipulado pelo Banco Central é de R$ 1.000 reais. Entretanto, é possível pedir a alteração de limites no próprio aplicativo do seu banco. Também dá para mudar o horário, estabelecendo o limite para 22h às 6h. 

 

Pix Parcelado: o que é e como funciona?

O Pix Parcelado é um crédito pré-aprovado que pode ser usado para dividir o valor de  transferências e pagamentos em até 24 meses. Ao usar essa opção, tenha em mente que são cobrados juros e Impostos sobre Operações Financeiras (IOF). 

Cada instituição financeira possui sua própria taxa de juros, que no momento vai de 2,09% a 3,88% ao mês. O valor dos juros varia de acordo com o perfil do cliente e com o prazo da operação e a taxa costuma aumentar conforme o número de parcelas.  

 

Pix Saque e Pix Troco

O Pix Saque possibilita fazer saques em estabelecimentos comerciais, como padarias, mercados, prestadoras de serviço e postos bancários. Os estabelecimentos que oferecem esse serviço costumam deixá-lo visível para o consumidor.  

Já o Pix Troco é usado em compras: ao adquirir um produto ou serviço, é possível passar um valor maior e receber a diferença de volta. Ao pagar uma compra de R$20 reais, você pode perguntar ao estabelecimento se pode transferir R$50 e receber R$30 em dinheiro. Uma boa pedida para quem costuma andar com a carteira vazia.  

 

Afinal, o Pix é seguro? Como evitar fraudes?

O Pix é totalmente seguro e possui as mesmas camadas de segurança que estão presentes em  transações como TED e DOC. O problema é que há uma série de golpistas que usam o nome do Pix para tentar fraudar o consumidor.  

Por isso, é fundamental  proteger seus dados pessoais e senhas. Em hipótese alguma clique em links recebidos por e-mail ou WhatsApp com ofertas para pagamento com o Pix. Os fraudadores criam páginas falsas para capturar seus dados. A Recovery, por exemplo, não aceita pagamentos de negociações de dívidas sob nossa gestão por Pix. 

Veja, a seguir, outras dicas para usar o Pix com segurança. 

 

Atenção com ligações suspeitas

Em alguns casos, golpistas se passando por uma empresa, ou até mesmo pelo seu banco, ligam solicitando informações para a autenticação de cadastro no Pix ou pedindo transferências para concluir alguma transação.   

A recomendação, nesses casos, é que você desligue e entre em contato com a  empresa ou banco pelo telefone que consta em seu cartão ou busque o número na internet. Nunca passe informações pessoais por telefone. 

 

Cuidado com links falso

Tem se tornado cada vez mais comum o golpe do link falso, no qual o criminoso envia um link solicitando um cadastro em um site desconhecido, um QR Code falso ou por meio de um anúncio na internet. Porém, se você acessar o link e fornecer os dados, os golpistas podem inclusive invadir a sua conta bancária. 

Evitar este tipo de golpe é muito simples: recebeu um convite para baixar o app do Pix? Não aceite. Apareceu um anúncio sobre como instalar o Pix? Não clique. Recebeu um QR Code?  Não aponte a câmera do seu celular para ele antes de confirmar se é verdadeiro. Dessa forma, você ficará protegido. 

 

O golpe do Whatsapp clonado

Nesse caso, os golpistas clonam a conta do WhatsApp e têm acesso a todos os seus contatos e conversas. Então, passando-se por você,  começam a pedir dinheiro emprestado, por transferência via Pix. Em alguns casos, eles podem ser bastante convincentes, já que têm acesso ao histórico de conversas.  

Para que isso não aconteça, o jeito é aumentar a segurança da sua conta no aplicativo, ativando a verificação em duas etapas. Basta abrir o Whatsapp, clicar em CONTA e depois em CONFIRMAÇÃO EM DUAS ETAPAS. Ao ativar esta opção, você diminui as chances de ter seu número clonado. 

Agora, caso você receba mensagens de amigos ou parentes pedindo dinheiro, antes de qualquer coisa, confira imediatamente a identidade da pessoa realizando uma ligação, para saber se ela realmente é quem afirma ser. 

 

Que tal saber mais?

Agora que você já sabe sobre o Pix, que tal conhecer outros meios de pagamentos,descobrir sobre as vantagens de pagar à vista ou a prazoe conferir mais dicas para se proteger de golpes e fraudes?  

O blog da Recoveryestá recheado de matérias sobre estes e outros temas importantes para você manter sua saúde financeira ou recuperá-la saindo das dívidas! 

Esperamos que tenha sanado as suas dúvidas de como funciona o PIX. Agora que você sabe que como fazer as transações e como pagar boletos com a ferramenta, você pode verificar se tem algum debito conosco clicando aqui,e caso tenha é super fácil quitar e se ver livre das dívidas.  

Você também pode gostar
Como sair das dívidas: tire todas as suas dúvidas
Dívida prescreve? Estar inadimplente e ter restrição de crédito ... Leia mais ➜
cartão de crédito
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜