Emprestar o nome: riscos, consequências e cuidados

O tio que perdeu o emprego, o neto que precisa de uma moto para trabalhar, o irmão que teve o celular roubado e até aquele amigo que busca um empréstimo para criar o próprio negócio. Todos nós temos ou já tivemos algum amigo ou parente passando por uma situação financeira complicada. E, se você tem o hábito de controlar as contas e manter as finanças em dia,muito possivelmente, já recebeu um pedido para emprestar o nome, fazendo um empréstimo ou compra no cartão para outra pessoa. 

Nessas horas, é natural querer ajudar. Porém, é necessário cuidado. Por mais bem-intencionada que a pessoa seja, se ela não conseguir pagar, quem irá assumir a dívida e até ficar endividado é você. 

De acordo com pesquisa realizada pelo Serasa e Opinion Box e divulgada em outubro de 2021, emprestar o nome é a segunda principal causa de endividamento dos brasileiros, atrás apenas do desemprego.Para evitar que isso aconteça com você, há algumas medidas e cuidados a serem tomados. É o que mostramos neste artigo. 

 

Riscos de emprestar o nome 

O principal risco ao emprestar o seu nome é a pessoa não pagar o que combinou com você e, nesse caso, a dívida se torna sua. Isso porque, do ponto de vista legal, o responsável pela compra é o dono do cartão de créditoou, no caso de empréstimo,quem assinou o contrato. Caso não possa arcar com o pagamento, seu nome pode ser negativado,ou seja, ser incluído nas listas de restrição de crédito. 

Quando isso acontece, seu score de créditoé reduzido. Com isso, fica mais difícil parcelar as suas próprias compras ou contratar um empréstimo caso precise. Ou seja, por mais que você mantenha a sua vida financeira em ordem, o erro de outra pessoa pode fazer com que você tenha bastante dor de cabeça! 

 

Cuidados a tomar ao emprestar o nome

Mesmo com consciência dos riscos envolvidos, muitas vezes escolhemos emprestar o nome para um amigo ou alguém da família. Ao tomar essa decisão, é importante colocar a razão antes da emoção e adotar alguns cuidados para se proteger: 

  • Combine com a pessoa como e quando ela irá te pagar: pode ser tudo de uma vez ou em parcelas, à medida em que elas forem cobradas de você. Definir as datas de pagamento é importante para deixar tudo mais claro.  
  • Procure orientação jurídica e faça um contrato: coloque o que foi combinado no papel e assinem o acordo de pagamento. Assim, você fica com uma camada a mais de segurança. 
  • Outra maneira de se proteger é definir um bem como garantia, como um celular, computador ou até o carro. Assim, se a pessoa não honrar o que foi acordado, o bem pode ser vendido para quitar a dívida e você não fica no prejuízo. 
  • Por último, mas não menos importante: caso a pessoa não pague na data combinada, não tenha vergonha de cobrar. Não é fácil ganhar dinheiro, então, não podemos deixar ele ir embora assim. 

 

Fiquei com a dívida de outra pessoa no meu nome. E agora? 

Você emprestou o seu nome, mas seu amigo ou familiar não pagou? Como mostramos acima, a dívida fica sob sua responsabilidade. Em primeiro lugar, busque conversar com a pessoa que está devendo, entender as razões e propor uma nova forma de acordo. Assim, vocês podem encontrar um caminho que funcione para ambos. 

Outra medida importante é falar com o credor e renegociara dívida. Quanto antes a pendência for resolvida, melhor: você irá pagar menos juros, reduzindo o valor total. Isso é especialmente importante no caso do cartão de crédito,que têm juros altos, mas vale para qualquer empréstimo ou crediário.  

Assim que assinar o contrato de renegociação e começar a quitar, se esta for sua única pendência, seu nome será retirado da lista de inadimplentes e você poderá retomar o controle de sua vida financeira. 

Gostou das dicas? Compartilhe este artigo com quem precisa destas informações. 

Viu como é importante ter cuidado ao emprestar o seu nome?  Mas se emprestou e acabou ficando endividado, não se preocupe, podemos te ajudar a renegociar a sua dívida de forma fácil e segura, consulte seu CPF aqui e verifique os seu débitos com a Recovery.

Você também pode gostar
Como sair das dívidas: tire todas as suas dúvidas
Dívida prescreve? Estar inadimplente e ter restrição de crédito ... Leia mais ➜
cartão de crédito
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜