Como funciona o crédito pessoal e para quem é indicado

Para quem tem alguma emergência e precisa de uma quantia em dinheiro com rapidez, o crédito pessoal pode ser uma solução temporária. 

Apesar de ser uma modalidade de crédito disponível para todo brasileiro maior de 18 anos, é preciso tomar certos cuidados na hora de contratar esse tipo de crédito. Isso porque, trata-se de um empréstimo e, como tal, possui jurose condições contratuais que devem ser vistos com calma para não ter surpresas no futuro. Caso você tenha dificuldade em entender bem os termos do contrato, solicite a ajuda de um amigo ou pessoa de confiança.  

Também é importante ter em mente que o pagamento deverá ser incluído no seu planejamento financeiro familiar. Dessa forma, é possível quitar as parcelas dentro das condições contratuais acordadas, evitando um endividamento ou, até mesmo, a negativação do nome por falta de pagamento dos débitos. 

Para que você entenda melhor como funciona o crédito pessoal e para quem ele é indicado, respondemos esses pontos no texto abaixo. Continue a leitura e tire suas dúvidas! 

 

O que é e para que serve o crédito pessoal  

O crédito consignado é aquele cujo desconto acontece na folha de pagamento. Pode ser cobrado de pessoas que trabalham como CLT, com carteira assinada, e também de benefícios do INSS, como a aposentadoria..  

Já no crédito pessoal as parcelas não são descontadas da folha, mas sim pagas diretamente pelo cliente. Essas parcelas são acordadas em contrato com o cliente, e as taxas de juros costumam ser maiores que o consignado, por representar um risco maior para os bancos. 

 

Qual a diferença entre crédito pessoal e consignado

O crédito consignado é aquele cujo desconto acontece na folha de pagamento. Pode ser cobrado de pessoas que trabalham como CLT, com carteira assinada, e também de benefícios do INSS, como a aposentadoria..  

Já no crédito pessoal as parcelas não são descontadas da folha, mas sim pagas diretamente pelo cliente. Essas parcelas são acordadas em contrato com o cliente, e as taxas de juros costumam ser maiores que o consignado, por representar um risco maior para os bancos. 

 

Quem pode solicitar um crédito pessoal  

Qualquer pessoa maior de 18 anos, que possua documento de identidade e CPF válidos, e more no Brasil, pode solicitar o crédito pessoal. 

Na avaliação para conceder o crédito, as empresas costumam entender se o contratante possui a capacidade de conseguir cumprir com o pagamento das parcelas com base nos dados apresentados. 

Quem está negativado, pode ter alguns obstáculos a mais para conseguir esse tipo de crédito, pois poucas instituições concedem crédito para negativados, e quando fazem, podem cobrar taxas muito mais altas.   

Lembrando que esse tipo de crédito é indicado para quem está precisando da quantia com rapidez, e deve ser usado em casos de emergências financeiras. Como essa modalidade de crédito costuma possuir taxas de juros mais altas, é importante fazer um planejamento financeiropara não entrar ainda mais nas dívidas. 

 

Como solicitar o crédito pessoal de forma segura 

Para o empréstimo pessoal, você deve ir até o banco ou instituição financeira de sua preferência. 

Porém, antes de assinar qualquer contrato, vamos te dar algumas dicas de como tornar a operação mais segura e dentro das suas condições. Isso porque existem diferentes valores de taxas oferecidos pelas mais variadas financeiras do mercado, e não é evidente que o seu banco tenha as melhores taxas, certo?  

Então olha as dicas abaixo e fique atento(a):  

 

Taxa de juros 

Esse é o primeiro ponto que você deve ter em mente quando for buscar uma empresa para contratar crédito pessoal. Cada instituição possui uma taxa de juros, que pode variar entre 1% e 30% ou mais por mês. [Quebra da Disposição de Texto][Quebra da Disposição de Texto]Embora a maioria das pessoas ainda tenha preferência em contratar o crédito em uma instituição mais tradicional e que já tenha conta aberta no seu nome, sem comparar as taxas oferecidas por todas as opções de empresas que oferecem esse serviço, fica mais difícil aproveitar as melhores oportunidades.  

Fora que a taxa de juros é um fator essencial que impactará diretamente o Custo Efetivo Total (CET), ou seja, a quantia final que você terá de pagar à empresa para poder finalizar o seu compromisso com ela. Então, quanto menor foi a quantia final, mais rápido é o término do seu contrato. 

 

Burocracia e taxas adicionais 

Quando você solicitar informações sobre as taxas que a financeira oferece, é importante também perguntar sobre as taxas adicionais que vão no contrato, como o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), por exemplo.  

Normalmente, o IOF aparece embutido nas parcelas a pagar, além do mais, não é permitida a cobrança antecipada dessa taxa para liberar o crédito.  

 

Reputação da instituição financeira  

Hoje, é possível encontrar o crédito pessoal não apenas nas instituições financeiras mais tradicionais, mas também em fintechs, bancos online, cooperativas, etc.  

Por isso, é preciso que você faça uma pesquisa para entender a reputação da empresa que você deseja solicitar o crédito. Procure por instituições que tenham experiência no mercado e relacionamento transparente com o cliente.  

E, sobretudo, fique alerta quando encontrar empréstimos com taxas muito abaixo das trabalhadas no mercado. Para isso, confira aquia tabela de juros do Banco Central do Brasil.  

Fazendo essa análise da reputação da empresa, você evita golpes e sobretudo dificuldades para quitar a dívida, como é o caso da instituição impedir o pagamento antecipado da dívida para diminuição do juros, por exemplo.  

 

O que se deve analisar antes de solicitar o crédito pessoal  

No momento de contratar um empréstimo pessoal, é fundamental estar atento às taxas de juros. 

Isso porque a taxa de juros do empréstimo pessoal pode variar de 1,04% a 22,54% ao mês, a depender da instituição bancária. Por isso, uma dica é consultar a tabela de taxa de juros no site do Banco Central.

Além disso, é preciso considerar outros custos, como a cobrança de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e taxas próprias das instituições bancárias. 

Outro ponto importante é checar a credibilidade da instituição que oferece o crédito. Isso porque, há pessoas mal intencionadas que podem aplicar golpes usando os seus dados. Logo, verifique a reputação da empresa, pesquise sobre ela na internet e busque referências com pessoas próximas.

 

Quais as vantagens de pedir um crédito pessoal

Já falamos sobre a facilidade de obter crédito pessoal, agora vamos citar algumas vantagens de obter esse tipo de crédito. Confira! 

vantagens do crédito pessoal

 

Emergências 

Assim como dito anteriormente, o crédito pessoal pode ser uma forma rápida de obter crédito e, por isso, indicado para casos de emergência.  

Portanto, se você não tiver uma reserva financeira, ou até mesmo tiver e não queira utilizá-la na emergência, você pode recorrer ao crédito pessoal. Com poucos documentos e em um período de tempo menor de análise, você tem acesso a quantia e pode usar como quiser.  

Além do mais, você também pode negociar com o credor as condições de pagamento.  

 

Utilização para qualquer fim 

Diferentemente de um financiamento, as empresas que oferecem crédito pessoal não exigem um motivo para conceder o crédito. Portanto, não há um controle de como você está gastando a quantia, o que pode servir para a realização de uma viagem, criação de um novo negócio, entre outros fins.  

 

Crédito para negativados 

Algumas instituições concedem crédito para negativados, porém costumam utilizar taxas de juros maiores para que a empresa tenha mais proteção em caso de inadimplência. Portanto, é indicado apenas em último caso.  

 

Quitar ou diminuir dívidas 

O crédito pessoal também pode ser indicado quando você possui dívidas em aberto com juros mais altos que os que você pagará na contratação do empréstimo. Dessa forma, ao contratar o crédito pessoal para pagar a dívida ou diminuí-la, você acaba trocando uma dívida cara, por uma mais barata.  

Saiba se você tem algum débito em aberto com a Recovery. Clique aqui, consulte o seu CPFe negocie a sua dívida com condições especiais de pagamento. 

 

Você também pode gostar
Como sair das dívidas: tire todas as suas dúvidas
Dívida prescreve? Estar inadimplente e ter restrição de crédito ... Leia mais ➜
cartão de crédito
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜