Crediário: saiba quais cuidados tomar antes de contratar

Há alguns anos, a forma mais comum de se comprar parcelado era através do crediário, também conhecido como carnê de loja

Ainda hoje essa modalidade de crédito é utilizada, mas perdeu força com a grande adesão da população ao cartão de crédito, que assumiu o protagonismo na hora de parcelar as compras. 

No entanto, essa modalidade de crédito ainda é oferecida por muitas lojas (em especial por grandes redes do mercado de varejo). E como todo tipo de crédito, o crediário precisa ser usado com cautela e planejamento,pois também possui juros. 

Para ajudar você a entender o que significa crediário, como fazer e quais cuidados tomar, preparamos este artigo. Acompanhe! 

 

Entenda o que é e como funciona o crediário 

O crediário é uma forma de crédito usada para comprar produtos. Nesse caso, você pode parcelar a sua compra em várias parcelas, como 24 vezes ou até mais. 

Porém, é preciso ficar atento(a) pois, assim como outras formas de contratar crédito, o crediário também cobra juros. Normalmente, você pode encontrar a opção de abertura de crediário em grandes redes de varejo.  

Por isso, o crediário ainda costuma ser utilizado por consumidores fiéis a certas lojas que disponibilizam essa modalidade de crédito. Além do parcelamento da compra em mais vezes, outra vantagem desse tipo de crédito é saber exatamente o valor da parcela e a sua data de vencimento. 

 

Saiba qual a diferença entre crediário e cartão de crédito 

O cartão de crédito é ligado a uma instituição bancária e, estando tudo certo, com ele você pode comprar onde quiser. Já o crediário normalmente é ligado a apenas uma loja, que costumam ser grandes redes de varejo como supermercados, roupas, dentre outros.  

Porém, para o consumidor a principal diferença entre o crediário e o cartão de crédito é a quantidade de parcelas disponíveis para dividir a compra. 

Enquanto que com o cartão de crédito você consegue financiar suas compras em até 12 vezes, com o crediário você pode estender o financiamento por até 48 vezes e, em alguns casos, chegar a até 54 vezes.  

Um outro atrativo do crediário é que há a possibilidade maior de negociação, pois é possível negociar diretamente com a loja em que está sendo realizada a compra. 

 

Quem pode abrir um crediário  

Desde que o estabelecimento trabalhe com essa modalidade de crédito, qualquer pessoa maior de 18 anos com comprovante de renda e sem restrições nos órgãos de proteção ao crédito pode abrir um crediário. 

Além disso, maiores de 16 anos com a assinatura dos pais também podem fazer a abertura.

 

Existe um limite para o crediário? 

Não existe um limite estabelecido em lei para a concessão de crédito no crediário. 

No entanto, o que acontece na prática é que cada estabelecimento comercial tem as suas próprias regras para definir o limite de crédito concedido a cada consumidor. 

De modo geral, o valor máximo é definido pela renda do cliente, seguindo a política da empresa. 

 

Quando é indicado usar esse tipo de crédito 

O crediário é indicado para aqueles consumidores que estão acostumados a comprar em determinado estabelecimento com recorrência. 

Além disso, também é indicado para quem não deseja comprometer o limite do cartão de crédito e quer usufruir de outras vantagens. Acompanhe! 

  • aproveitar taxas mais baixas que o cartão de crédito; 
  • parcelar sem precisar de conta bancária; 
  • parcelamentos mais longos; 
  • garantir um maior poder de compra. 

 

O que acontece se deixar de pagar o crediário  

Quem deixar de pagar fica sujeito ao pagamento de multas e juros.  

Assim, apesar de ser menos oneroso do que os juros e taxas do cartão de crédito, é preciso estar atento para não comprometer o orçamento e acabar se endividando. 

Quem deixar de pagar o crediário também pode ter o nome incluso nos cadastros de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. 

 

Quais cuidados ter antes de contratar o crediário 

Na hora de contratar um crediário, é importante ter em mente que se trata de uma forma de crédito e, por isso, é importante saber como usá-lo.  

Nesse sentido, além de um bom planejamento financeiro,é preciso estar atento a algumas questões. Acompanhe! 

 

Fique atento aos juros embutidos nas parcelas 

Como adiantamos, assim como acontece com todas as formas de parcelamento, existem juros e taxas embutidos nas parcelas do crediário.  

Por isso, é importante pesquisar sobre as menores taxas e contratar aquela que realmente caiba no seu bolso. 

 

Compare com outras formas de pagamento 

Na hora de contratar o crediário, veja se outras formas de pagamento são mais vantajosas, como o pagamento à vistacom desconto, boleto bancário,ou até mesmo dividir o valor no cartão de crédito com valores mais atraentes.

 

Escolha parcelas que você consiga pagar 

Parece óbvio, mas muitas pessoas, atraídas pelo número de parcelas a “perder de vista”, acabam não considerando o longo prazo. 

Com isso, acabam atrasando as parcelas e até mesmo se endividando.Lembre-se que é possível que você tenha gastos não previstos no meio do caminho, como o conserto do carro, ou a compra de remédios, por exemplo. 

Além disso, para garantir uma “folga” nesses momentos, é preciso estar com a sua reserva de emergênciaem dia. Com isso, você aumenta as suas chances de cumprir com o pagamento das parcelas. 

Viu como o crediário pode ser uma boa forma de parcelar as suas compras? Siga essas dicas e tenha sempre em mente que o planejamento financeiro de médio e longo prazo é a melhor forma para evitar o endividamento. 

Se você tem alguma dívida ativa e quer consultar o seu CPF,clique aqui e faça a consulta de forma online e gratuita. Dando adeus as dividas as chances de consegui um crediário aumenta. Caso você tenha alguma dívida com a Recovery, pode negociar o seu pagamento com até 98% de desconto. Aproveite! 

Você também pode gostar
Como sair das dívidas: tire todas as suas dúvidas
Dívida prescreve? Estar inadimplente e ter restrição de crédito ... Leia mais ➜
cartão de crédito
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜