Pix: É seguro? | Entenda todas as novidades | Blog Recovery

O Pix é o mais novo sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central. Lançado no final de 2020, esse novo sistema promete facilitar transferências e pagamentos, o Pix está disponível para todos os bancos e carteiras virtuais que atuam no Brasil. Porém, o que muitos se questionam, é se o pix é seguro. Essa nova ferramenta promete facilitar a vida de todos os cidadãos, mas é preciso tomar alguns cuidados para evitar dores de cabeça.

Continue a leitura do Blog da Recovery e saiba mais sobre o Pix, se esse sistema é seguro, como usar e como evitar fraudes. Entenda como você pode usar o pix no seu dia a dia para evitar filas nos bancos e fazer operações a qualquer horar e momento sem pagar tarifas.

 

Entenda se o Pix é seguro
O Pix é seguro? Saiba mais sobre o novo sistema criado pelo Banco do Brasil

O QUE É O PIX?

O Pix é o sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central, ao contrário do que muitos pensam, o Pix não é um sigla, esse é realmente o nome do novo mecanismo. O Pix surge com o objetivo de facilitar transações bancárias, como transferências e pagamentos, entre os brasileiros. 

Com o Pix, é possível fazer pagamentos e transferências 24 horas por dia, em qualquer dia, mesmo feriados, tudo isso de maneira instantânea e gratuita (exceto para pessoas jurídicas). Com o PIX você pode transferir dinheiro para bancos diferentes do seu sem pagar taxas e esperar dias de compensação, como acontece com o TED e o DOC. Esse sistema vem para facilitar todas as transações financeiras.

COMO FUNCIONA O PIX?

O Pix pode ser usado para fazer transferências e pagamentos, como ele fica mais fácil fazer essa operação a qualquer hora e de qualquer lugar. Para usar o Pix, é preciso habilitar a opção no aplicativo do seu banco. Ao entrar no aplicativo da sua instituição financeira, você encontrará uma área reservada para o cadastro do Pix. Ao colocar os dados, será necessário escolher uma chave, que será usada para identificar o seu Pix. Com todas as informações confirmadas está criado. 

Dessa forma, para fazer as transações basta informar a chave Pix da pessoa que você quer fazer uma transferência, escanear QR code para pagamentos, informar a sua chave Pix para receber transferências ou informar todas as informações como são feitas nas operações tradicionais, mas dessa maneira sem a cobrança de taxas.

COMO USAR O PIX: PAGUE CONTAS E FAÇA TRANSFERÊNCIAS COM MAIS FACILIDADE

Com o Pix é possível fazer transferências entre diferentes bancos sem pagar tarifas, tudo isso com a vantagem do dinheiro cair em questões de segundos. Além disso, o novo sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central permite que as pessoas façam pagamentos através da leitura do QR Code. 

As transferências com o Pix podem ser feitas de duas maneiras. A tradicional, como já é feita, colocando dados como nome e CPF e conta da pessoa que receberá a quantia, ou transferindo pela chave Pix. Com a chave Pix é possível localizar a conta usando apenas uma informação. O Pix também permite pagamentos a partir da leitura de QR Code, são dois os tipos disponíveis o QR estático e o QR code dinâmico. 

O QR Code estático é bastante usado em mercadorias de preço único, cada pessoa que escanear o QR Code estático estará pagando o mesmo valor. Enquanto QR Code dinâmico só pode ser escaneado uma vez, porque ele tem um valor único para cada compra. Os pagamentos e transferências feitos através do Pix caem em até 10 segundos.

Com o Pix você faz transferências e pagamentos instantâneos
 Utilize o Pix para fazer transferências e pagamentos instantâneos

O QUE É A CHAVE PIX

A chave Pix é o que vai identificar a sua conta no novo sistema de pagamentos do Banco Central. A chave Pix é única e não pode ser usada em mais de uma conta, com ela as pessoas vão conseguir fazer transações para você de uma forma simples e fácil. 

Uma mesma chave Pix não pode ser usada mais de uma vez, mas se você tem mais de uma conta bancária e quer cadastrar elas no Pix isso é possível, mas é necessário uma chave diferente para cada conta. Pessoas físicas podem registrar 5 chaves por conta, enquanto pessoas jurídicas podem registrar até 20 por conta. Isso significa que você pode ter mais de uma chave em uma única conta, mas não pode usar uma única chave em contas diferentes.

QUAIS SÃO AS CHAVES PIX?

Ao cadastrar a chave PIX você tem 4 opções para escolher, são elas:

  • CPF ou CNPJ
  • E-mail
  • Telefone celular
  • Chave aleatória

Caso você não queira passar os seus dados pessoais ao realizar operações com o Pix, o indicado é escolher a chave aleatória. Essa opção consiste em um conjunto de números, letras e símbolos gerados pelo sistema para identificar sua conta. Ao optar pela chave aleatória, é possível gerar uma chave que será usada em todas as operações ou escolher uma chave aleatória para cada operação.

QUANTO VAI CUSTAR O PIX?

O Pix é totalmente gratuito para pessoas físicas, então o cidadão comum pode aproveitar todos os benefícios que o sistema traz sem pagar nenhuma tarifa ou taxa por isso. Por outro lado, as pessoas jurídicas, empresas, pequenas empresas e contas com CNPJ, devem pagar uma taxa de R$0,01 para cada 10 operações feitas com o Pix. Mesmo com essa tarifa, o sistema ainda compensa bastante por trazer facilidade e agilidade para o dia a dia das empresas. Além de ser uma taxa menor do que as cobradas pelos bancos.

 

Utilize o Pix a qualquer hora do dia
Utilize o Pix a qualquer hora do dia
Com o Pix você faz transações a qualquer hora do dia

PRECISA TER PIX PARA RECEBER?

Não! Para você receber transações via Pix, não é necessário ter uma chave cadastrada. Isso acontece porque além do sistema de chaves, o Pix pode ser feito como qualquer outra transação bancária, como nome, cpf e dados da conta. A chave é só um facilitador, para não precisar de todos esses dados. Mas é possível receber um Pix sem ter a chave cadastrada.

AFINAL, O PIX É SEGURO? COMO EVITAR FRAUDES?

O Pix é totalmente seguro, essa operação possui as mesmas camadas de segurança de transações como TED e DOC, o que garante total confiabilidade nas operações. O cuidado que deve ser tomado são com as chaves Pix. Por serem dados pessoais como e-mail, telefone e CPF é mais aconselhável criar uma chave aleatória, porque desse jeito você não expõe seus dados. Se você optar por alguns desses dados como sua chave, se receber algum tipo de mensagem com links desconhecidos bloqueie e procure fornecer apenas para as operações financeiras e não expor abertamente.

Você também pode gostar