Atendimento online
(11) 98822-1172 Negocie agora

NOTICIAS

home/ Noticias

13º salário: dicas para fazer seu dinheiro render

Fim de ano é a época em que os trabalhadores brasileiros recebem o 13º salário. Mas também é a época das festas, dos presentes, das viagens.

Quer saber como aproveitar bem esse benefício sem comprometer o orçamento?

A melhor forma de utilizar o seu 13º depende de como está a sua vida financeira. Primeiro, analise todos os seus recebimentos, compromissos e dívidas.

Lembre-se que, no começo do ano que está por vir, você terá gastos com IPVA, IPTU, matrícula e material escolar etc.

Ao fim das contas, existem três cenários possíveis. Confira as nossas dicas para cada uma delas:

Endividados
Para os endividados, a melhor opção é sempre tentar acabar ou diminuir as dívidas. Faça um levantamento desses compromissos: anote valores totais, juros e parcelas.

Esse levantamento vai te ajudar a verificar qual merece maior atenção. Entre em contato com os credores e tente um acordo, algo que é facilitado pelas recuperadoras de crédito, como o Grupo Recovery, nesse período.

Não endividados
Para quem não está endividado, mas também não está com dinheiro sobrando, essa é a hora de começar a fazer o seu “pé-de-meia”. Antes de começar a gastar em presentes e festas de fim de ano, lembre-se das despesas de início de ano.

Além disso, uma reserva para emergências é sempre importante. Especialistas aconselham a reservar pelo menos 30% do 13º salário para isso.

Superavitários
Para aqueles que já conseguem manter algum dinheiro sobrando no fim do mês, o melhor é investir.

Se você já é um investidor, o 13º pode impulsionar seus investimentos. Se você quer começar a investir, defina qual é o objetivo desse dinheiro: a casa dos sonhos? Uma viagem? Um carro? Saiba quanto e em quanto tempo você quer conquistar esses objetivos.

Em seguida, verifique qual a melhor opção de investimento: poupança, CDB, Tesouro Direto, ações? Existem várias opções. Busque informações, verifique qual dessas opções irá render mais no período que você pretende resgatar esse investimento, levando em conta impostos e taxas etc., que serão aplicados quando você resgatá-lo.

LEIA MAIS +

Ação social: Recovery leva educação financeira a jovens aprendizes

No último dia 7 de novembro, colaboradores do Grupo Recovery estiveram na ONG Junior Achievement, em ação voluntária, para ministrar […]

Entenda a nova regra do crédito rotativo

Desde abril de 2017, novas regras foram impostas pelo Banco Central para impedir a famosa bola de neve causada pelo […]

Dicas de economia para quem tem veículo próprio

Você que tem carro sabe o quanto ele pesa no orçamento, ainda mais para quem precisa ou quer economizar. Se […]