Atendimento online

NOTÍCIAS

home/ Notícias

Resista: não faça dívidas por impulso!

A gente conversa bastante sobre a importância do planejamento financeiro, do controle de gastos e da reserva de emergência, né? Mas, ai, no meio do caminho você encontra aquela promoção e…. faz uma nova dívida!

Ninguém está livre desse tipo de tentação, porém, é preciso ter força de vontade para evitar gastos desnecessários e que podem comprometer o orçamento do mês inteiro.

Separamos algumas dicas que podem te ajudar nisso!

1- Deixe o cartão de crédito em casa!

Leve o cartão de crédito somente quando realmente for precisar dele. Se você sai de casa com cartões ou dinheiro extra, a chance de gastar com algo que não estava planejado aumenta bastante.

2 – Lista de compras

Antes de sair de casa, faça uma listinha com as coisas que realmente precisa comprar. Além de te ajudar a priorizar as coisas mais importantes, esse hábito te ajudar a não esquecer de nada.

3– Não tenha pressa

Geralmente, as compras por impulso não envolvem coisas que precisamos com urgência. Então, a melhor opção é pesquisar e esperar o melhor momento para aquela comprinha extra.

4 – Guarde um dinheirinho para as tentações

Sabemos que ninguém é de ferro e que é importante se presentear de vez em quando. Então, se der, reserve um dinheirinho para comprar algo que você realmente gosta e que provavelmente não resistiria se visse em promoção.

O planejamento financeiro não é fácil, mas te ajuda a manter as contas em dia. Conte com nossas dicas para seguir firme no propósito de terminar o mês no azul.

 

LEIA MAIS +

Educação financeira: cursos gratuitos te ensinam a lidar melhor com o dinheiro

Lidar com o dinheiro de forma mais saudável é um desafio para muita gente. Pensando nisso, muitos especialistas dedicam seu […]

COMO MANTER AS FINANÇAS EM DIA DURANTE O ANO TODO 

As promessas de ano novo são sempre as mesmas: regime, mudanças de hábito, economia de dinheiro… Mas, será que dá […]

Educação financeira também é coisa de criança!

A construção de uma vida financeira saudável pode (e deve!) começar na infância. Nessa fase, crianças aprendem conceitos que refletirão […]