Atendimento online

NOTÍCIAS

home/ Notícias

Atraso de salário e desemprego são causas de metade dos endividamentos no Brasil

Um levantamento realizado pela Recovery, empresa líder em gestão e administração de créditos em atraso, aponta que, no primeiro semestre deste ano, o desemprego e o atraso de salários foram a causa de 49% dos endividamentos de consumidores no período. No mesmo período do ano passado, o principal fator era o descontrole financeiro que sozinho respondia por 66% do total.

Com a crise econômica do país pressionando o cenário das famílias, o atraso dos salários ganhou representatividade no ranking, passando a ser o segundo principal causador de inadimplência, indo de 3% no primeiro semestre de 2015 para 26% nos seis primeiros meses de 2016. O descontrole financeiro ainda é responsável por 44% dos casos de inadimplência.

 

Causas de endividamento

 

1º semestre de 2015

Descontrole financeiro 66%

Atraso de salário 3%

Desemprego 22%

Outros 9%

 

1º semestre de 2016
Descontrole financeiro 44%
Atraso de salário 26%
Desemprego 23%
Outros 7%

 

Os dados consideram as respostas de 25 mil consumidores consultados pela Recovery, que representam o perfil da carteira de 11 milhões de inadimplentes administrada pela companhia.

“Desemprego e atrasos de salário estão pressionando as famílias e gerando endividamento. Esse novo cenário tem exigido uma adaptação do setor de cobrança, exigindo negociações personalizadas a nova realidade do consumidor”, explica André Calabró, diretor de Cobrança da Recovery.

De acordo com o executivo, a mudança no perfil das causas da inadimplência tem impactos também nas condições de renegociação. “O mercado de cobrança tende a se adaptar a essa nova realidade. O objetivo da Recovery é o de promover negociações sustentáveis, com parcelas que caibam no bolso do cliente e que possam permitir a reinserção desse consumidor no mercado”, completa Calabró.

LEIA MAIS +

Educação financeira: cursos gratuitos te ensinam a lidar melhor com o dinheiro

Lidar com o dinheiro de forma mais saudável é um desafio para muita gente. Pensando nisso, muitos especialistas dedicam seu […]

COMO MANTER AS FINANÇAS EM DIA DURANTE O ANO TODO 

As promessas de ano novo são sempre as mesmas: regime, mudanças de hábito, economia de dinheiro… Mas, será que dá […]

Educação financeira também é coisa de criança!

A construção de uma vida financeira saudável pode (e deve!) começar na infância. Nessa fase, crianças aprendem conceitos que refletirão […]