Refinanciamento de imóvel: como funciona e quais as vantagens 

Se você está se perguntando se tem como refinanciar um imóvel, a resposta é: sim! 

O refinanciamento de imóvel é uma opção para quem está com dificuldade em pagar as parcelas ou precisa conseguir uma quantia em dinheiro rapidamente. 

No entanto, é preciso avaliar essa possibilidade, entendendo como funciona o refinanciamento e quais são os prós e contras, já que há incidência de juros. 

Para que você entenda se vale a pena o refinanciamento do imóvel e como funciona, preparamos esse conteúdo. Confira a seguir e tire suas dúvidas! 

 

O que é o refinanciamento de imóvel  

O refinanciamento de imóvel é uma modalidade de empréstimo na qual o proprietário utiliza seu imóvel como garantia para obter um valor em dinheiro.  

Nesse processo, o imóvel é avaliado e, com base em seu valor de mercado, o proprietário pode obter um empréstimo que corresponde a uma porcentagem desse valor.  

O refinanciamento permite ao proprietário acessar recursos financeiros para diversos fins, como: 

  • quitar dívidas; 
  • investir em um negócio; 
  • realizar reformas ou até mesmo para uso pessoal. 

O uso do refinanciamento imobiliário ocorre por meio de parcelas mensais, incluindo juros e encargos ao longo de um prazo determinado.  

Por essa razão, antes de fazer um novo financiamento imobiliário,você deve estudar a sua situação financeira. 

 

Como funciona o refinanciamento de imóvel 

Para fazer o refinanciamento de imóvel, você precisa ter um imóvel financiado e procurar uma instituição financeira que ofereça essa modalidade de crédito.  

A instituição realizará uma avaliação do imóvel para determinar o seu valor de mercado. Assim, será estabelecido um limite de crédito com base nesse valor. 

Em seguida, é feita uma análise de crédito do proprietário para avaliar sua capacidade de pagamento. Se aprovado, o proprietário assina um contrato de empréstimo, registrando-o em cartório.  

O valor do empréstimo é disponibilizado ao proprietário, que poderá utilizá-lo conforme suas necessidades.  

O pagamento é realizado por meio de parcelas mensais, da mesma forma que o financiamento. Ele inclui o valor do empréstimo, juros e encargos, ao longo do período acordado entre as partes. 

 

O que é preciso para refinanciar um imóvel  

Para fazer o financiamento de casa ou apartamento, é necessário: 

  • possuir um imóvel com valor de mercado; 
  • o bem precisa estar quitado ou com uma boa parte do valor já pago.  
  • após a avaliação do imóvel, é preciso buscar uma instituição financeira que ofereça esse tipo de empréstimo.  

Será realizada uma análise de crédito para avaliar a capacidade de pagamento do cliente, e, caso aprovado, será necessário: 

  • assinar um contrato de empréstimo; 
  • registrar o contrato em cartório; 
  •  efetuar o pagamento das parcelas mensais. 

 

O que acontece se não pagar o financiamento de imóvel 

Durante o período de pagamento, o imóvel permanece como garantia do empréstimo.  

Caso o proprietário não consiga cumprir com suas obrigações financeiras, deixando de pagar as parcelas, a instituição financeira pode executar a garantia. Isto quer dizer, pode solicitar a posse do imóvel para recuperar o valor emprestado e não pago.  

Por isso, é importante avaliar a sua capacidade financeira e estar seguro(a) que consegue pagar as parcelas, pois você corre o risco de perder seu imóvel. 

 

O que é refinanciamento de imóvel com troco 

O refinanciamento de imóvel com troco é uma modalidade na qual o proprietário utiliza seu imóvel quitado como garantia para obter um empréstimo que excede o valor necessário para quitar eventuais dívidas existentes.  

Ou seja, além de refinanciar o imóvel, o proprietário recebe uma quantia adicional, conhecida como “troco”, que pode ser utilizada para outros fins, como: 

  • investimentos; 
  • reformas; 
  • pagamento de outras despesas.  

Logo, esse tipo de refinanciamento permite ao proprietário acessar uma quantia maior em dinheiro e utilizar os recursos de forma flexível. 

Para isso, precisa cumprir as obrigações financeiras acordadas com a instituição financeira, como o pagamento das parcelas mensais e juros estabelecidos. 

Quais as vantagens e desvantagens de refinanciar o imóvel 

O refinanciamento de imóvel apresenta vantagens e desvantagens, que podem variar de acordo com a situação financeira e objetivos do proprietário. Aqui estão algumas delas. Acompanhe! 

Vantagens 

  • Acesso a uma quantia significativa de dinheiro: o refinanciamento imobiliário permite obter um empréstimo com base no valor do imóvel, o que pode ser uma quantia considerável. 
  • Taxas de juros mais baixas: as taxas de juros para refinanciamento de imóvel são mais baixas em comparação com outras formas de empréstimo. Isso pode fazer você economizar em juros ao longo do tempo. 

Desvantagens 

  • Risco de perda do imóvel: ao utilizar o imóvel como garantia, existe o risco de perdê-lo caso ocorra a inadimplência no pagamento das parcelas. 
  • Aumento do endividamento: ao refinanciar o imóvel, o proprietário estará assumindo uma nova dívida. Por isso, é importante considerar se a capacidade de pagamento das parcelas está adequada ao orçamento. 

Agora que você sabe como funciona o refinanciamento de imóvel, aposte em um bom planejamento financeiro antes de tomar a sua decisão de contratar essa linha de crédito. 

E se você tem dívidas abertas e quer quitar o deve, seja como empréstimo ou não, confira o seu CPF com a Recovery. A sua dívida estando conosco, é possível renegociar com até 99% de desconto e parcelas a partir de R$50. Clique aqui e consulte o seu CPF na Recovery.

Você também pode gostar
Como sair das dívidas: tire todas as suas dúvidas
Dívida “caduca”? Estar inadimplente e ter restrição de crédito ... Leia mais ➜
cartão de crédito
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜