Leasing: o que é, como funciona e quais as vantagens

O leasing é uma operação semelhante a um aluguel,mas com opção de compra do bem no final de seu contrato.  

Também conhecido pelo termo técnico de arrendamento mercantil, ele possui algumas particularidades e tipos diferentes que podem ser oferecidos. Por isso, separamos para você alguns pontos importantes para tirar suas dúvidas sobre esse tipo de operação e suas vantagens de contratá-lo. 

Continue a leitura e confira! 

 

Entenda o que é o leasing? 

O leasing é uma operação parecida com o aluguel, onde a pessoa que contrata o bem, tem direito de usá-lo até o período determinado. No contrato, são estipulados o tempo de uso, os valores e a compra do bem.  

 Assim, temos duas partes envolvidas:  

  • o arrendador, normalmente uma instituição financeira e; 
  • o arrendatário, que é o cliente ou usuário que contrata o leasing.  

Logo, de forma resumida, no leasing, o cliente “aluga” o imóvel, carro ou outro bem comprado pelo arrendatário e, ao final do contrato, pode adquirir o bem. 

Quando finda o contrato, têm-se três possibilidades:  

  • renovar o contrato; 
  • encerrar o contrato ou comprar o bem da instituição; 
  • devolver o bem ao banco. 

 

Financiamento x aluguel x leasing: são a mesma coisa? 

Apesar de terem conceitos parecidos, leasing não é o mesmo que financiamento ou aluguel. 

No leasing, o bem é de propriedade do arrendador que, de modo geral, são instituições financeiras. Essas concedem o direito ao arrendatário de usufruir do bem, mediante o pagamento de prestações, por um período determinado. 

Ao final do contrato, como já mencionado, o cliente pode optar pela compra definitiva do bem. 

Já no financiamento, o cliente compra o bem, que pode ser um imóvel ou veículos, e para isso faz uso de recursos de terceiros, como os bancos.  

Nesse caso, ao realizar o pagamento de todas as parcelas do financiamento, o cliente se torna dono bem, que é registrado em seu nome

E com relação ao aluguel, a principal diferença é que, no final do contrato do leasing, o contratante possui a opção de compra do bem. No aluguel isso não acontece.

 

Saiba como funciona o contrato de leasing 

Como adiantamos, no leasing temos duas partes responsáveis pelo negócio: arrendador e arrendatário. 

O dono do bem é o arrendador e, por meio do contrato, passa a ceder o direito de uso e a posse do bem ao arrendatário

Se você optar por fazer o leasing de automóvel e for parado em uma blitz, por exemplo, a autoridade de trânsito verificará na documentação que há uma autorização para uso e posse do veículo, como um tipo de locação de veículos. 

E no final do contrato, você pode optar por comprar ou não o veículo. O pagamento desse valor ocorre por meio de um valor residual, ou seja, o cliente faz um complemento do valor pago anteriormente para adquirir o bem definitivamente. 

 

Conheça os tipos de contrato dessa modalidade 

Basicamente, temos dois tipos de leasing disponíveis no mercado: o financeiro e o operacional.  

A diferença está no prazo do contrato, na vigência de cada um e na possibilidade de compra final. Acompanhe para saber mais! 

 

Leasing Financeiro 

Esse tipo de leasing tem em média o prazo mínimo de 2 ou 3 anos. Ao final do contrato, o bem pode ser adquirido pelo cliente por um valor já previsto no documento. 

De modo geral, como adiantamos, se trata de um valor residual, já que houve pagamentos ao longo dos anos de vigência do contrato. E caso o bem precise de manutenção, a responsabilidade é do cliente. 

Assim como acontece na modalidade de financiamento, o leasing financeiro requer a apresentação de um bem em garantia.  

 

Leasing Operacional 

O prazo mínimo desse tipo de leasing é de em média 90 dias

Findado o tempo do contrato do arrendamento mercantil, o bem pode ser adquirido pelo cliente pelo seu valor de mercado, e não o residual, como ocorre no leasing financeiro. 

A manutenção do bem fica a critério das partes, e o acordo deve ser previsto em contrato. 

 

Entenda as vantagens e desvantagens de fazer um leasing 

Agora que você já sabe o que é e quais os tipos de leasing, veja a seguir as vantagens e desvantagens de contratar essa modalidade de crédito!

 

Vantagens do leasing 

A principal vantagem do leasing é que, dependendo do tipo de contrato fechado, a pessoa vai ter menos burocracia pra usar o bem (importante principalmente no caso de veículos, porque muitos contratos incluem documentação, seguro e manutenção do veículo). Por isso, o contratante pode acabar tendo custos menores que no financiamento, além de menos riscos de depreciação do bem. 

Também existe o fato de que as operações de crédito realizadas via leasing apresentam a vantagem de custo, já que o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) não incide sobre elas, por não serem consideradas operações financeiras.  

 

Desvantagens do leasing 

A desvantagem do leasing é que, se houver quebra do contrato, o cliente fica sujeito à multa. 

Também deve ser levado em consideração que, no final do contrato, o leasing acaba sendo mais caro do que comprar o bem a vista, uma vez que incide as taxas de juros.  

E claro, durante todo o contrato, o bem não é do contratante e sim da instituição que está alugando. Esse fato pode ser um incômodo para algumas pessoas, por não poder revender ou modificar o bem.  

Viu como o leasing pode ser uma boa opção para você comprar um bem? Para isso, é preciso estar atento aos tipos disponíveis e também estudar as suas vantagens e desvantagens! 

Quer saber se você tem dívidas em aberto? Confira aquise alguma delas está sob gestão da Recovery. Você pode renegociar seu débito com até 98% de desconto e condições especiais de pagamento. 

Você também pode gostar
Como sair das dívidas: tire todas as suas dúvidas
Dívida prescreve? Estar inadimplente e ter restrição de crédito ... Leia mais ➜
cartão de crédito
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜