5 Dicas para criar a sua reserva de emergência

A reserva de emergência pode garantir a tranquilidade financeira na vida de diversas pessoas. Por não ser uma cultura no país, nos últimos anos com o aumento da busca por educação financeira, houve uma preocupação maior com a importância e a criação de uma reserva de emergência. Ela garante que as pessoas não sofram financeiramente, nem se preocupem caso aconteça alguma situação que saia fora do planejamento familiar.

A reserva de emergência ajuda a lidar com imprevistos, que são normais que aconteçam. Com ela é possível alcançar objetivos e estar preparado para eventuais necessidades. Continue a leitura do Blog Recoverye confira 5 dicas para criar a sua reserva de emergência de uma forma simples e prática.

 

O que é Reserva de Emergência? 

A reserva de emergência é uma quantia financeira que fica guardada para imprevistos que possam acontecer, como a perda de emprego, algum gasto médico, ou a necessidade de comprar alguma coisa. Colocar dinheiro na reserva de emergência deve se tornar um hábito, porque dessa forma aos poucos a quantia vai aumentando.

A reserva de emergência também pode ser usada para realizar determinados planos e sonhos como a compra de uma casa ou um carro, mas ao utilizar a reserva de emergência para uma compra é importante deixar um valor disponível e não zerar a reserva totalmente. A reserva de emergência ajuda no planejamento financeiro, com ela é possível lidar com situações adversas que possam vir acontecer sem causar tanto impacto.

 

Como fazer uma Reserva de Emergência? 

Fazer uma reserva de emergência pode se tornar simples e fácil, essa prática deve ser feita aos poucos até se tornar um hábito e uma coisa natural. Ao se planejar para começar a sua reserva financeira, é importante se lembrar de todos os benefícios que essa atitude vai lhe trazer: facilidade, tranquilidade e segurança.

O lugar mais indicado para se fazer uma reserva de emergência é em uma conta no banco. Crie uma conta exclusivamente para isso, é interessante deixar essa conta apenas para depósitos. Com isso, a quantia não fica disponível facilmente e você consegue concentrar todo o dinheiro em apenas um lugar.

 

5 dicas para fazer a sua Reserva de Emergência? 

Para te ajudar a se planejar e a criar sua reserva financeira, o Blog Recovery separou algumas dicas que podem ser seguidas para que você consiga poupar uma quantia para imprevistos. Atente-se às dicas e aproveite as vantagens de se ter uma reserva financeira.

 

Comece o quanto antes

Muitas pessoas acabam adiando o plano de começar uma reserva financeira, são colocados diversos empecilhos e o plano é adiado mês a mês. Por isso é importante começar o quanto antes, aos poucos com quantias possíveis de serem depositadas, mas comece. O mais importante são os primeiros passos, com essa atitude de insistência faz com que com o passar do tempo guardar dinheiro vire um hábito. Começando com pequenos valores, quando você perceber estará dando prioridade para reserva financeira na hora de planejar o orçamento mensal. Por isso, não espere e comece a economizar e reservar o dinheiro o quanto antes.

 

Tenha frequência e comece com quantidade baixas 

A partir do momento que você decidiu começar uma reserva financeira, o primeiro passo foi dado. Agora é preciso planejar o quanto será depositado na reserva a cada mês. Não há um valor de regra que todos devem depositar, até porque cada pessoa tem uma realidade financeira diferente. Por exemplo, depositar mensalmente R$ 300,00 tem impactos diferentes no orçamento familiar de uma família que tem como renda R$3.000,00 e da família que ganha mensalmente R$1.000,00. Por isso, é preciso que você analise a sua condição financeira e entenda o quanto é possível separar para reserva de emergência.

Além disso, o valor é variável, alguns meses será necessário fazer gastos a mais enquanto em outros a atitude será contrária. Então quando for possível, coloque a mais para compensar os meses que foram guardados menos dinheiro. Ao começar a sua reserva financeira, comece aos poucos, primeiro guarde pequenas quantias e vá aumentando o valor conforme for possível. Mas o importante é nunca deixar de depositar, mantenha esse hábito constante a cada mês.

 

Crie Metas 

Metas ajudam você a ter um objetivo claro, e com isso, mais fácil de ser alcançado. Por isso, crie metas de economias mensais e anuais. Dessa forma você consegue visualizar quais benefícios o esforço e a economia trará para sua vida. As metas mensais são relacionadas às quantias que você deseja depositar cada mês, elas podem ser usadas como uma média. Quando não for possível depositar a quantia exata em determinado mês, é interessante compensar no próximo com uma quantia a mais. Além de sempre tentar atingir a quantia estipulada na meta.

A meta anual é o quanto de dinheiro você quer ter ao final do ano, isso ajuda a visualizar o valor arrecadado até o final do ano de economia. Ao criar metas, seja realista, porque não atingi-las pode causar frustração. Por isso, comece com metas pequenas que são mais fáceis de alcançar e vá aumentando conforme as metas forem batidas.

 

Leve em consideração os investimentos 

Outra maneira de criar uma reserva de emergência é através de investimentos financeiros. Diversos são os investimentos de baixo risco, de curto e longo prazo disponíveis para que você possa investir o seu dinheiro. Com os investimentos é possível aumentar o valor de uma determinada quantia.

Cada investimento tem a sua regra, mas no geral, os mais rentáveis são aqueles que você investe o dinheiro por um determinado tempo e não retira nenhuma parte da quantidade no período acordado. Os investimentos são uma alternativa para aumentar parte da sua reserva financeira, não é aconselhável investir toda a reserva financeira. Ao escolher o investimento, encontre aquele que mais faz sentido para a sua situação, os investimentos no Tesouro Direto e da Renda Fixa, são investimentos mais seguros os mais recomendados para essa finalidade.

 

Tenha organização e planejamento

Organização e planejamento são duas palavras-chave para uma boa relação com o dinheiro. Para montar a sua reserva financeira não seria diferente, é preciso ter organização e planejamento para saber como estruturar tudo da maneira mais viável.

Organize as contase entenda o que precisa ser pago, quais são os gastos necessários e quanto de dinheiro pode ser guardado, corte gastos de áreas que não sejam tão prioritárias caso seja necessário. Se planeje mensalmente para conseguir manter todos os pagamentos e os gastos necessários, se não for possível guardar a quantia desejada, entenda em qual mês a diferença pode ser compensada.

 

Quando usar a reserva de emergência? 

A reserva de emergência deve ser usada para gastos inesperados, gastos que não estavam previstos no orçamento mas que por acaso acabam acontecendo. Com uma boa reserva de emergência, é possível ter uma vida mais estável após a perda de um emprego. A reserva de emergência também pode ser usada para consertos na casa e no carro, caso aconteça algo fora do planejado. Além disso, a reserva pode ser usada para viagens necessárias de última hora, como visitar um parente doente ou algo do tipo.

Gastos médicos como consultas, exames e remédios também são garantidos com uma boa reserva de emergência. Além disso, compras necessárias, como um celular e computador para trabalhar ou estudar também podem ser adquiridos com a reserva de emergência. A reserva garante que você não passe por apuros e consiga passar pelos imprevistos da vida de maneira mais tranquila e sem grandes preocupações, a reserva é um investimento no futuro que garante mais segurança.

Gostou das dicas? Compartilhe para seus amigos! Se precisar de ajuda para renegociar a sua dívida com a Recovery, clique aqui e acesse o nosso site. Oferecemos descontos e facilidades para você quitar suas dívidas.

Você também pode gostar
Como sair das dívidas: tire todas as suas dúvidas
Dívida prescreve? Estar inadimplente e ter restrição de crédito ... Leia mais ➜
cartão de crédito
Conseguir um cartão de crédito para negativado é possível ... Leia mais ➜